SALA SEARA ESPÍRITA:

 

- "Nossa Revista será uma tribuna na qual a discussão jamais deverá afastar-se das normas das mais estritas conveniências. Numa palavras, discutiremos, mas não disputaremos". (Revista Espírita. Janeiro de 1858. Introdução)

 

- "(...) jamais daremos satisfação aos amantes de escândalos. Entretanto, há polêmicas e polêmicas. Há uma ante a qual jamais recuaremos - é a discussão dos princípios que professamos. (...) Podemos pensar de modo diverso sem diminuirmos a estima recíproca". (Revista Espírita. Novembro de 1858. Polêmica Espírita)

 

- "O Espiritismo quer ser claro para todos e não deixar aos seus futuros seguidores nenhum motivo para discussão de palavras. Por isso todos os pontos suscetíveis de interpretação serão elucidados sucessivamente." (Revista Espírita. Junho de 1863. Do Princípio da Não-Retrogradação do Espírito)

 

-"Por grande, bela e justa que seja uma idéia, impossível é que desde o primeiro momento congregue todas as opiniões. Os conflitos que daí decorrem são consequência inevitável do movimento que se opera; eles são mesmo necessários para maior realce da verdade e convém se produzam desde logo, para que as idéias falsas prontamente sejam postas de lado." (O Evangelho Segundo o Espiritismo, Introdução, II)

 

- (...) É pois, um dever de todos os Espíritas sinceros e devotados repudiar e desautorizar abertamente, em seu nome, os abusos de todos os gêneros que pudessem comprometê-la, a fim de não lhes assumir responsabilidade, pactuar com os abusos seria tornar-se cúmplice e fornecer armas aos nossos adversários." ( Revista Espírita, Junho de 1865. Nova Tática dos Adversários do Espiritismo.)